Serviços | PROJETOS SOCIAIS

PROJETOS SOCIAIS

A CONVEM, movida pelo princípio da solidariedade, criou e mantém diversos projetos sociais voltados para pessoas carentes de todas as faixas etárias, objetivando resgatar a dignidade humana e promover a integração social.

 

Reconhecemos que aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser são os princípios norteadores da educação para o século XXI. A CONVEM para demonstrar sua preocupação com a ampliação de seus horizontes institucionais e visando ajudar na inclusão social vem desenvolvendo vários projetos sociais por meio de seus dois institutos, o Prover e o Delphos.

 

Os projetos desenvolvidos constituem-se em ações voltadas para a formação de cidadãos conscientes e críticos, bem como ao fortalecimento de uma política inclusiva que alcance todas as faixas etárias.

 

Nossa equipe formada em grande parte por voluntários, vem demonstrando competência pautada em diretriz para a utilização de diversos instrumentos, inclusive tecnológicos para o desenvolvimento social.

 

São os seguintes os projetos desenvolvidos pela CONVEM:

  • Projeto harmonia
  • Projeto parceiros da escola
  • Projeto só letrando
  • Projeto resgatar
  • Projeto cidadania solidária
  • Projeto capacitar
  • Projeto feliz idade
  • Projeto sementes
  • Projeto reforçar

 

A seguir, apresentamos cada um dos projetos, com seus objetivos e com suas particularidades.

 

Convidamos sua igreja ou organização a ser parceira da CONVEM na realização destes projetos, pois entendemos que as mudanças sociais somente são possíveis com a participação de todos. Se queremos formar cidadãos melhores, conscientes de sua participação na sociedade e uma sociedade mais justa e fraterna, devemos dar as mãos para a realização de uma revolução silenciosa que mudará a vida de crianças, jovens e idosos da nossa cidade.

 

A importância das parcerias

Os Projetos somente serão possíveis se executados em parceria com entidades e pessoas que se engajem conosco, de modo a compor um conjunto de serviços que abranjam todas as faixas etárias e as mais diversas dimensões do ser humano.

 

Luiz Carlos de Souza
Presidente

PROJETOS SOCIAIS
PROJETO HARMONIA
A música é a linguagem sonora universal, que tem, por si só, a capacidade de transmitir sensações que estão contidas no nosso íntimo, a qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, seja qual for o gênero musical.
 
Tocar um instrumento ou dançar é exteriorizar a música que habita dentro de cada um de nós.
 
Através de escalas, acordes (arpejos), som, articulação, imaginação, intuição, desejo de criar, ritmo e sensibilidade, você alcançará harmonia e paz interior.
 
Além disso, a música tem uma indiscutível função terapêutica, e traz alívio para o estresse do dia-a-dia.
 
A Academia Apostólika de Música e Dança tem a missão de tornar tudo isso realidade através do Projeto Harmonia, que tem o seu foco principal em crianças, adolescentes e idosos das classes menos favorecidas, visando a melhoria da qualidade de vida da comunidade.
 
Por Que Fazer Um Curso Como Este
 
O curso visa ensinar ao aluno não somente noções teóricas, mas também práticas da música e da dança, permitindo uma ampla visão musical e harmônica.
 
Quem Pode Fazer O Curso
 
Todas as pessoas que desejam aprender, de modo prático e rápido, a arte de tocar um instrumento ou de dançar, com toda a seriedade;
 
Pessoas que já possuam algum conhecimento musical ou de instrumento, e queiram aprimorar sua técnica.
 
Como É Que O Curso Se Desenvolve
 
O curso está dividido em três níveis: básico, médio e avançado (com duração de um ano cada nível). As aulas são divididas em práticas e teóricas.
 
O nosso método é fácil e prático, levando o aluno a aprender com rapidez e facilidade.
 
Durante o curso, os alunos terão a oportunidade de realizar apresentações públicas, além de participar de workshops e palestras, permitindo ao aluno debater, esclarecer dúvidas e trocar experiências.
 
Modalidades Oferecidas
 
• Violão          • Guitarra       • Baixo           • Cavaquinho           
 
• Bateria        • Teclado       • Teoria musical       • Canto
 
• Dança Moderna
 
Curso De Férias
 
O projeto oferece, ainda, um  intensivo de férias.
 
Com três aulas semanais, o aluno aprenderá a tocar, pelo menos, uma música por semana, através do nosso método revolucionário.
 
As aulas são ministradas em grupos.
PROJETOS SOCIAIS
PROJETO VOLUNTÁRIOS DA ESCOLA

Voluntários da Escola é um projeto que tem o objetivo de apoiar e promover melhorias na escola pública de ensino fundamental, utilizando voluntários da comunidade.

 

O projeto visa promover ações de cidadania que servem de suporte para a melhoria do ensino com a participação de profissionais e da comunidade.

 

O Voluntários da Escola é um projeto que se utiliza dos meios de comunicação disponíveis para arregimentar voluntários e conquistar o apoio da comunidade onde se localiza a escola pública.

Qual o propósito do Voluntários da Escola?

  • Despertar o interesse de profissionais voluntários da comunidade afim de contribuírem com a melhoria física e operacional da escola publica de ensino fundamental
  • Promover, em parceria com a escola, palestras com temas que promovam a cidadania dos alunos e da própria comunidade; 
  • Contribuir com mão de obra e recursos provenientes da solidariedade da comunidade para a melhoria da qualidade da educação fundamental;

 

Qual é a filosofia de Atuação

 

O Voluntários da Escola tem como princípios filosóficos:

  • valorizar a escola pública;
  • valorizar os educadores como agentes fundamentais do processo de transformação social;
  • valorizar os alunos, enquanto atores principais do processo de aprendizagem, auxiliando-os na aplicação prática dos conhecimentos;

 

Qual é a importância da participação da comunidade

 

Para assegurar um ensino público e gratuito, de qualidade e acessível para todos é fundamental a mobilização de todos os setores da sociedade. Mais do que nunca precisamos de uma participação maior e mais efetiva da comunidade no dia a dia da escolar.

 

A aproximação da escola com a comunidade gera benefícios para todos, pois a família passa a valorizar e reconhecer a instituição escolar e a estimular os estudos de seus filhos; o ambiente torna-se mais propício para a aprendizagem pois restabelece a relação de respeito e confiança com a escola e promove sua valorização junto à sociedade que passa reconhecer e valorizar sua própria cultura.

 

O objetivo deve ser o de fazer com que a escola ultrapasse seus muros, tornando-se em um pólo cultural da comunidade em que está localizada.

 

É nesse processo de participação, de reconhecimento de papéis e de respeito às diferenças, que surge uma nova espécie de voluntariado, o voluntariado educativo.

 

O trabalho voluntário é agente propulsor da cidadania ativa, da melhoria da qualidade da educação e da transformaçãoda sociedade, além de gerar jovens cidadãos conscientes.

 

O que é ser voluntário?

 

Voluntário é o cidadão que doa seu tempo, trabalho e talento, de maneira espontânea e não remunerada, a causas de interesse social e comunitário.

 

O que é o trabalho voluntário?

 

Trabalho voluntário é uma atividade não remunerada - pautada pela ética - exercida em benefício da sociedade, que fortalece o sentido de solidariedade e de responsabilidade social. É uma via de mão dupla que gratifica quem trabalha ao mesmo tempo em que gera novas experiências com oportunidades de aprendizado. O voluntariado não substitui o Estado nem se choca com o trabalho remunerado, porém mostra a capacidade da sociedade de assumir responsabilidades e de agir por si mesma.

PROJETOS SOCIAIS
PROJETO SÓ LETRANDO

O projeto Só Letrando é um projeto que por objetivo a alfabetização de adultos e está direcionado aos empregados de empresas da construção civil, empregadas domésticas e moradores do areal. 

 

Existem, aproximadamente, 16 milhões de brasileiros que não sabem ler e escrever. Majoritariamente, o perfil dessa população é de pessoas mais pobres, mais velhas e moradoras das regiões periféricas.

 

O Diretor Geral da UNESCO, Koichiro Matsuura, faz uma afirmação muitíssimo relevante sobre o tema: "Os poderosos vínculos que existem entre a alfabetização de adultos e uma saúde melhor, o aumento de rendimentos, uma cidadania mais ativa e a educação de crianças deveriam atuar como fortes incentivos para governos e doadores agirem de forma mais pro-ativa no enfrentamento do déficit da alfabetização".

 

Como Funciona 

 

A flexibilidade e a capacidade de se adequar à realidade e as necessidades dos alunos são as maiores vantagens do programa, já que as salas são próximas de suas casas (poupando o custo e o desgaste do transporte), as exigências com relação à faltas e horários são menores do que e em uma escola tradicional (uma vez que a maior parte dos alunos trabalham e têm obrigações familiares), além do conteúdo ensinado estar mais relacionado com o cotidiano de um adulto que já tem uma experiência de vida, cabendo aos educadores fazer uma mediação entre o saber do aluno e a educação formal.

 

É um programa de alfabetização permanente que funciona a partir de convênios com o poder público e com Universidades. A CONVEM custeia as despesas de funcionamento das classes e dá bolsa-auxílio aos educadores e se responsabiliza pelo local das aulas e por indicar os educadores.

 

Cada sala tem cerca de 15 alunos e as aulas, que têm duração média de 3 horas, são dadas 3 ou 4 vezes por semana (geralmente no período nortuno) ou aos sábados.

 

Por que alfabetizar

 

Resgatar a dívida social que temos todos com os que ainda não foram alfabetizados.

 

É preciso ir além da simples aquisição do código escrito, é preciso fazer uso da leitura e da escrita no cotidiano, apropriar-se da função social dessas duas práticas; é preciso letrar-se. O conceito de letramento, embora ainda não registrado nos dicionários brasileiros, tem seu aflorar devido à insuficiência reconhecida do conceito de alfabetização. E, ainda que não mencionado, já está presente na escola, traduzido em ações pedagógicas de reorganização do ensino e reformulação dos modos de ensinar, como constata a professora Magda Becker Soares, que, há anos, vem se debruçando sobre esse conceito e sua prática.

PROJETOS SOCIAIS
PROJETO RASGATAR

O projeto Resgatar está voltado para o investimento na recuperação de pessoas, famílias e comunidades afetadas pelo alcoolismo, dependência de drogas e questões afins. 

 

Nossa meta é de cuidar de pessoas, dando atenção integral e integrada aos beneficiados.

 

O projeto parte dos seguintes valores:

 

Cremos:

 

  • na dependência química como doença que pode ser curada;
  • na recuperação como um processo;
  • no tratamento da pessoa como um todo;
  • no tratamento da pessoa com dignidade e respeito.
  • Características do Projeto

 

A recuperação de dependência química é um processo que tem algumas características: 

 

O dependente químico passará por maiores dificuldades nos primeiros dois anos de recuperação. 

 

É fundamental que o dependente químico freqüente regularmente as reuniões dos grupos de apoio. 

 

Sua família deverá compreender e aceitar que ela também precisa de de ser tratada. Deverá freqüentar os grupos de apoio dirigidos pela equipe terapêutica.

 

A recuperação é um processo contínuo

 

Como Funciona

 

Nosso tratamento básico para dependência química é em regime de internação. Há dois períodos distintos de internação. 

 

Alcoolismo

 

A internação para tratamento de alcoolismo é de, no mínimo, 30 dias. Os primeiros 15 dias são um período de desintoxicação e melhora das condições físicas e psicológicas, a fim de que o paciente esteja em condições de entender e aceitar a dependência química. 

 

Outras drogas (maconha, cocaína, crack, estimulantes, analgésicos, etc)

 

Devido aos efeitos típicos dessas drogas no sistema nervoso central, a internação estende-se para 60 dias, no mínimo. Os primeiros 30 dias são para a desintoxicação e melhora das condições físicas e psicológicas. Em torno do trigésimo dia de abstinência, o cliente costuma sofrer uma síndrome de abstinência (reações desagradáveis do organismo por falta da droga de escolha. O nome popular para esse fenômeno é a "fissura"). 

 

Programa de Família

 

Durante o período de internação, a família recebe atenção dentro de um Programa específico, com abordagem sistêmica. Seu objetivo é ajudar a família a perceber como foi atingida pela dependência química e o que pode fazer para cooperar com a recuperação de seu familiar dependente. O Programa é conduzido por terapeutas especializados em terapia familiar. 

 

Ambulatório

 

Dependendo da avaliação da Equipe, o cliente poderá ser encaminhado para tratamento ambulatorial, onde será tratado por nossa equipe de consultores em dependência química. O período de tratamento é de dois anos, com sessões semanais. 

PROJETOS SOCIAIS
PROJETO CIDADANIA SOLIDÁRIA

O projeto Cidadania Solidária tem o objetivo de levar serviços de diversas naturezas a comunidades carentes, permitindo assim que sua qualidade de vida e visão de cidadania sejam desenvolvidas individual e coletivamente.

Quais são os serviços oferecidos

  • Emissão de documentos;
  • atendimento e orientação jurídica;
  • Verificação de acuidade visual;
  • Aplicação tópica de flúor com demonstração da técnica de escovação para crianças;
  • Verificação de pressão, peso e altura;
  • Corte de cabelo;
  • Palestras sobre temas diversos ligados a promoção da saúde e prevenção de doenças
  • Recreação infantil
  • Pintura de rosto
  • Contadores de histórias

 

Quais são os objetivos
 
 
São objetivos do projeto:
  • Levar a comunidades carentes serviços essenciais para a promoção da cidadania e dignidade humana;
  • Conscientizar as pessoas quanto à importância da solidariedade;
  • Promover um dia de alegria para as crianças carentes.
PROJETOS SOCIAIS
PROJETO CAPACITAR

Em parceria com instituições públicas e privadas, este projeto inovador abre espaço para a qualificação e requalificação de trabalhadores desempregados e jovens que precisam adentrar no mercado de trabalho.

 

O projeto que visa a capacitação em microinformática básica de jovens e adultos em desvantagem social, visa também, a inclusão digital dos participantes, sendo os instrutores profissionais que se apresentam como voluntários.

 

Qual a importância do projeto

 

O Projeto tem uma importante tarefa a cumprir, ou seja, o de contribuir com a formação profissional dos jovens e adultos desempregados, dando-lhes subsídios práticos para utilização das ferramentas da informática para terem acesso a oportunidades melhores de trabalho.

 

Além disso, é preciso desenvolver nos jovens das classes menos favorecidas a auto-estima, a capacidade para resolução de problemas e ainda o senso de responsabilidade, companheirismo e colaboração. Nesse sentido, o sucesso do projeto não está apenas no ensino da informática, mas principalmente na mudança de postura e de atitude em relação à vida como um todo.

 

Quais são os objetivos:

 

Geral

 

Fornecer subsídios teórico- práticos de informática aos alunos.

 

Específicos:

  • Refletir sobre a importância do acesso às novas tecnologias de informática no no mercado de trabalho.
  • Discutir o uso do microcomputador como um recurso que viabiliza ações de interação do sujeito com mundo à sua volta.
  • Conhecer os aplicativos básicos do windows
  • Oportunizar a prática de navegação em rede para aquisição da informação e como um meio de comunicação.

 

Como Funciona

 

As atividades são desenvolvidas durante o dia e a noite e aos sábados das 8h às 18 horas.

 

Participam do projeto professores aposentados voluntários e convidados.

 

Além da boa qualidade dos conteúdos ministrados, este projeto se reveste de simbolismo, ao mostrar para a sociedade que é possível ser solidário .

 

A Informática é utilizada como ferramenta para a inclusão social desses jovens e adultos, qualificando-os para o mercado de trabalho, além de abrir novas perspectivas na a busca de conhecimentos.

 

Nesse contexto, o projeto consiste de dois módulos básicos, que devem ser desenvolvidos simultaneamente:

(a)     módulo I, que visa o desenvolvimento de uma metodologia didática  e dinâmica, ajustada ao grupo de jovens e adultos atendidos pelo Projeto, para que adquiram segurança, estimulando seu crescimento profissional.  Conteúdo: Informática básica (windows, word e exel);

 

(b)     módulo II, que visa o uso da internet. O projeto, via de regra, tem o seu inicio no mês de Março e tem duração de 3 a4 meses e o material didático para o Curso é entregue gratuitamente aos alunos. 
PROJETOS SOCIAIS
PROJETO FELIZ IDADE

Voltado para a melhoria da qualidade de vida de pessoas da terceira idade, o projeto é desenvolvido por uma equipe de voluntários coordenados pelo Instituto Delphos e Instituto Prover, entidades pertencentes à Convem. O projeto inclui atividades terapêuticas, ginástica gerontológica e programação sócio-cultural, incluindo festas comemorativas, passeios turísticos e palestras, além de oficinas de arte e dança.

 

Estima-se que a população da terceira idade já passa dos 14 milhões de pessoas no Brasil, devendo chegar a 30 milhões de pessoas até 2020, sendo sua maioria composta de mulheres.

 

Com o aumento da expectativa de vida dos brasileiros, as atenções do Poder Público e da sociedade, como um todo, voltam-se para as necessidades da terceira idade. Academias de ginástica, cursos de informática e de idiomas, além dos clubes que organizam excursões e festas, sempre voltados ao bem estar social do idoso, são algumas dessas novas propostas.

 

Porque é importante

 

Conforme estudos do CRAI (Centro de Referência Ao Idoso), o estímulo ao constante aprendizado, a prática de esportes e o convívio social contribuem para uma maior harmonia e qualidade de vida, favorecendo a longevidade.

 

Além de combater a depressão, que é um dos principais problemas que atinge a população idosa. Saber usufruir de momentos de lazer, a interação social e o desenvolvimento de hobbies e interesses diversos colaboram para que a mente mantenha-se ativa e saudável.  

 

A prática regular de atividades aeróbicas e exercícios, sempre de acordo com as limitações físicas e com orientação especializada, também contribuem para o bem estar do idoso.

 

O projeto proporciona tudo isso.

 

Alguns dados estatísticos

  • Entre as atividades que mais fazem dentro de casa, assistir à televisão vem em primeiro lugar, seguida de ouvir rádio: 87% dos entrevistados assistem à televisão diariamente e 59% ouvem rádio todos os dias. No levantamento semanal, o hábito é ainda maior, 92% assistem à televisão ao menos uma vez por semana e 72% ouvem rádio nesse período. A leitura de jornais e revistas também está entre as atividades mais freqüentes.
  • Os idosos são responsáveis pela manutenção de 25% dos lares nacionais, ou seja, 47 milhões de domicílios. Apenas 15% deles não têm renda alguma.
  • As maiores despesas pessoais são com a compra de remédios, que têm o maior peso, 10%, do orçamento.

 

Outras oficinas a serem desenvolvidas:

  • Oficinas de trabalhos manuais (tricô, crochê, etc...).
  • Oficina de culinária
  • Oficina de reciclagem de lixo
  • Oficina de Teatro
  • Palestras sobre temas diversos de interesse dos participantes do programa

 

Como é desenvolvido o trabalho terapêutico

 

O projeto desenvolve atividades terapêuticas, que trabalham basicamente com as demandas de cada um de seus integrantes. O psicólogo é um facilitador, objetivando a diluição no próprio grupo dos temas levantados. Utilizam-se técnicas de dinâmicas de grupo focalizando sempre uma temática, procurando esgotar os conflitos existentes, ou seja, de ordem pessoal, familiar e/ou social. Essencialmente as questões de aposentadoria, luto, perdas e limitações físicas são as mais exploradas. Priorizando o ser como sujeito da sua própria ação, reforçamos sua participação e integração, aproveitando as experiências dos seus pares. 

PROJETOS SOCIAIS
PROJETO SEMENTES

O projeto sementes visa resgatar meninas e meninos de rua, oferecendo-lhes assistência médico/odontológica, atividades esportivas, escola de música e cursos profissionalizantes tais como: culinária, computação, corte e costura, higiene e limpeza, além de cuidados diversos, tais como: alimentação, agasalhos, roupas, enfim, dignidade e suporte para a restauração da auto-estima e construção de uma nova história.

 

Sabemos, que a grande maioria dessas crianças chegam ao programa com feridas no corpo e principalmente, na alma, causadas pela violência familiar e da rua, abuso sexual, rejeição e preconceito. Chegam sem sonhos e sem esperança, mas com o passar do tempo vão recebendo ministrações que as levam a sorrir, dançar, cantar e sonhar novamente. Em outras palavras, elas recebem amor através das equipes de voluntários e de profissionais que atuam no programa.

 

Qual a importância

 

De acordo com o conceito adotado pelas Nações Unidas e elaborado por Lusk e Mason, a expressão designa toda criança (menino ou menina) para a qual a rua (no sentido mais amplo do termo, o que inclui casas não habitadas, terrenos baldios, por exemplo) tornou-se sua moradia e/ ou sua fonte de sobrevivência, e que não tem proteção, não é convenientemente vigiada ou orientada por um adulto responsável. Esta expressão refere-se a crianças desprovidas de recursos e que moram ou passam a maior parte de seu tempo na rua, sem serem necessariamente infratoras.

 

No caso do Brasil o percentual das crianças de rua que mendigam para conseguir dinheiro para comprar e consumir drogas é altíssimo, chegando a 70% dos menores dos Centros de Detenção de Menores de S.Paulo, por exemplo, e em decorrência do uso de drogas as crianças sofrem violência física, sexual e social, passam a viver isoladas e predispostas ao crime, sem contar os danos físicos que vão dos cerebrais até  psicoses pela dependência, passando pela depressão, tudo isto aliado ao grande risco da contaminação por doenças transmissíveis como a AIDS e a Hepatite, pelo uso de seringas.

 

É incerto o dia seguinte desses meninos e meninas, uma vez que sua alimentação, segurança, enfim, suas necessidades não lhe estão garantida. Sendo assim, pensar em solucionar essa problemática não é apenas ter vontade de assim fazer, mas arregaçar as mangas e “meter a mão na massa”. Um exemplo de contribuição mínima da sociedade é mudar a forma de ver essas crianças e, conseqüentemente, transformar a reflexão de como punir mais severamente para uma reflexão de como contribuir para a resolução desse mal que atinge a parcela mais importante da sociedade, que são as crianças.

 

Assim, ante os dados incontestáveis das entidades citadas, constata-se que o problema das crianças de rua é gravíssimo e deve merecer atenção especial da sociedade e das autoridades, sob pena de continuarmos vendo em nossas cidades tristes cenas de meninos e meninas de rua mendigando indiretamente por drogas.

 

Além de todas essa razões, existe o famigerado extermínio de menores de rua, que acontece principalmente nos grandes centros. Os exterminadores, em sua maioria policiais e ex-policiais militares, são pagos por comerciantes e outros setores da sociedade, aos quais a ação ou mesmo a simples presença de meninos de rua perto de seus estabelecimentos causa transtorno e prejuízo.

 

Como Funciona

 

No programa serão desenvolvidas diversas atividades, principalmente esportivas, tendo como objetivo tirar as crianças das ruas, incentivando a prática de esportes e a valorização da dignidade das mesmas. Com a realização deste trabalho será estimulada a participação em competições e campeonatos na região.

 

Serão oferecidas, também, aulas de música, teatro, computação, entre outros. E ainda, semanalmente, serão realizadas palestras de orientação nas mais diversas áreas para todos os participantes do projeto, as quais são ministradas por pessoas que são qualificadas e atuam nas mais diversas áreas. São também desenvolvidas atividades de automotivação, resgatando valores essenciais para uma vida mais digna. 

PROJETOS SOCIAIS
PROJETO REFORÇAR

O projeto visa manter mais de 200 alunos da rede pública em atividades de reforço escolar. Além das aulas de Português e Matemática, os estudantes participam de oficinas de Música, Artes Cênicas e Plásticas, Literatura, Ação Básica de Saúde, Cidadania e Artesanato.

 

A iniciativa constitui-se num programa de apoio à escolaridade com vistas a ampliar a jornada escolar e possibilita um grande crescimento pessoal e profissional para os atores envolvidos no processo.

 

Por que é importante

 

O projeto Reforçar visa combater principalmente a Repetência.

 

Considerada um dos principais indicadores de qualidade na educação, a taxa de repetência de primeira a quarta série no Brasil (21%) é pior do que a do Camboja e equivalente à de países como Moçambique e Eritréia. É o que aponta uma pesquisa divulgada ontem pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

 

Repetência de aluno abastado é exceção; repetência de aluno pobre é regra.

 

Basta ver a relação entre série e idade para constatar que apenas uma minoria -aliás, ínfima- dos estudantes de maior poder aquisitivo passa pela dolorosa experiência da reprovação, obrigados a ficar, humilhados, numa sala de aula com crianças ou adolescentes menores.

 

Para o aluno a repetência trás consigo a perda da auto-estima, da convivência com seus pares e, o mais grave, o aluno repetente aprende menos.

 

Há 7 milhões de alunos a mais no sistema que já deveriam tê-lo concluído, não fora a repetência.

 

Como Funciona

 

Através de uma equipe treinada de professores e professoras voluntários e monitores, os alunos inscritos são acompanhados durante o período em que não estão na escola, sendo auxiliados na elaboração de seus deveres de casa e no esclarecimento de dúvidas quanto às matérias, especialmente português e matemática.

 

Quais são os objetivos

 

O principal objetivo é a fixação dos conteúdos e o desenvolvimento intelectual dos alunos, através do ensino de técnicas de estudo que irão auxiliar o aluno em todas as fases de sua vida estudantil.

 

Um outro objetivo, esse de natureza prática é a eliminação dos índices de repetência na comunidade onde o projeto é desenvolvido.

© 2011 - Virtualiza Brasil - Todos os direitos reservados